terça-feira, 8 de março de 2011

Eu não a conheço

Não sei quem é, não a conheço. Vive a vida do jeito que gosta. Eu não pergunto por que. Está do lado de lá, diferente do meu. Já estive ai, ou melhor, já estive ai do seu lado, mas vc não me reconheceu. Até parece mais fácil pra vc. Só pra vc provocar. Acha que minha vida é chata. Nem sempre. Minhas brincadeiras são mais sadias que as suas. Eu amo!

Sua vida, sua cara, seu estilo. O mundo é seu. Quem vê nem percebe. Uma dama pra sociedade diria o poeta. Isso é hilário escrever coisas e gente se dizer por que? Vc’s fazem um belo casal. A vida e o tempo. Ela sempre tão dona de si mesma. Ele tão correto, tão exato, tão ele mesmo. O tempo sempre é curto quando estou com a minha vida. Aliás, nem sei onde ela está agora. Meus olhos brilham mais que o gloss na boca dela.

Vc faz bem o que gosta. Deslumbra, abusa para mostrar o seu melhor lado. Fotografias para deixar o momento eterno. Eterno, como esse texto será um dia. Eterno como o sol da nova aurora. Eterno como eu quero que seja com a minha vida. Que seja eterno enquanto dure foi o que ele disse. Você me pediu um texto. Aki está o seu texto.

2 comentários:

Ministério disse...

Esqueceu que sem camisinha não dá? Então siga o conselho Reginho: http://bit.ly/foKnZH #fiquesabendo

Conheça a Campanha contra a Aids deste Carnaval: www.camisinhaeuvou.com.br
Siga-nos no Twitter e fique por dentro: www.twitter.com/minsaude
Para mais informações: comunicacao@saude.gov.br ou www.formspring.me/minsaude
Obrigado,
Ministério da Saúde

Bruna Trovão disse...

muito legal!
gostei demais, ambos muito fortes e indomáveis, muitas vezes não podemos com eles, então deixamos que ambos nos levem...
bjo