terça-feira, 28 de julho de 2009

O prego, o dedo e o martelo

Prego e martelo nem sempre são instrumento de construção civil, mas são sempre peças importantes no nosso cotidiano, inclusive os dedos. Tem um ditado que diz que o prego que se destaca é pregado ( imagine o dedo então ). Qual a pior sensação: acerta o dedo ou errar em um momento preocupante.

Basicamente errar o prego e acertar o dedo diz respeito em errar algo fácil e fazer besteira, digo isso por que é verdade. A metáfora do prego sempre é perfeita para ilustrar uma situação difícil. O que sempre favorece é a lembrança de extravasar na hora da dor ( que dizem que funciona ).

Martelar o dedo sempre dói, mas é claro que não justifica outro erro ( ou justifica ), para fazer algo que põe risco devemos nos preparar. Para pregar um prego temos que ter noção de que madeira usamos. Para caminhar em paz temos que levantar a cabeça e seguir em frente sem olhar para trás.

2 comentários:

Guilherme disse...

Tu anda inspirado hein? Ô loko! Poético!

Marquinho Pagetti disse...

E eu que achei q isso tudo era prq vc pregou o dedo...quanta inocência...