segunda-feira, 13 de julho de 2009

Sonho

Tento acreditar que foi um sonho, mas não foi, devastando tudo, sem ser punido. Achei que era só, mas tinha mais pela frente. A casa caiu, a esperança acabou e eu quero acredita que foi um sonho, mas não foi.

A gente se dedica por amor a alguém, morre e mata, mas nem vale a pena, é isso mesmo, até que ela perceba vc já foi punido, combatido, arrasado. O Maximo de si não foi nada, Porém, no escuro pelas costas vem um tiro, já era teu sonho... inocente ou culpado o que importa agora. Quem foi era quem tava no inicio, horas.

Em um instante tudo se perdeu. Tão bravo como um guerreiro que ama, tão sincero com o que diz, tão... já era, foi tarde está é minha vida hehe... vc acredita? isso aqui não é novela, é real realidade e eu estou presente nela. Preso no meu sonho onde não devia ter saido, preso no mundo da minha cabeça.

2 comentários:

º§atineº disse...

Que profundo

o///

Guilherme disse...

O.o ñ sabia q tu era poeteiro!