segunda-feira, 23 de junho de 2008

No caminho para peixe morto

Neste último sábado estava indo com uns amigos para a show do dead fish (woooooooooooooowwwww), muito bom, todos na fissura de chegar logo, tinha gente tirando muita foto de dentro do ônibus ( vc’s são meus amigos mas pelo amor de Deus, nunca mais tirem fotos de dentro do ônibus, tenha a santa paciência ônibus não é para isso ) chegando lá encontre com mais 4 camaradas que não via a muito tempo.

Entre eles Jesus ( Caio ) e Tiago ( um gordinho que tá sempre chapado e tinha o cabelo cumprido ). Depois de lembrar umas historias doidas de pouco tempo atrás, fomos para o matadouro, quer dizer para pista aproveitar o máximo, Dance of days já estava bombando e muito tempo não via essa banda, e dead fish ia bomba fácil. E foi quando eles subiram no palco não foi diferente. Foi muito bom, irado, sensacional. Ainda estou sem palavras pois o show foi bom, as bandas que abriram estavam muito bem ( tirando uma que o cara só gritava e parecia que imitava porco ) e todo mundo se divertiu.

Melhor do que isso foi saber que tinha 13 amigos que estavam se divertindo juntos, curtindo, pulando, apanhando em roda punk, aproveitando de verdade. Esses foram bons momentos de alegria, assim como dividindo o palco com o dead fish ( wooooooohhhhhhoooooooo ), está em fazendo o que gosta é muito bom, para o corpo e para o espirito.

Um comentário:

Propalog disse...

Pô meu! Queria muito ter ido! Fazer o q né, pobreza já é quase uma doença e a minha ainda por cima é crônica!
Mas é isso aí, não há nada q um show de Hardcore ñ cure!

Valeu...